Imagem card

Carnaval de Pernambuco: Comidas e Bebidas

O Recife tem um sabor especial nos dias de carnaval, vem acompanhado de muita fome e sede, pois dançar o frevo requer muita sustância, para reativar as forças.

Carnaval de Pernambuco: Comidas e Bebidas

Última atualização: 29/08/2021

Por: Claudia M. de Assis Rocha Lima - Pesquisadora da Fundação Joaquim Nabuco - Doutora em Ciências da Religião

O Recife tem um sabor especial nos dias de carnaval, um sabor típico de infância, do gosto doce dos "Filhós" ou "Filhoses", servidos com bastante calda de açúcar e um leve toque de cravo-da-índia ou erva-doce. Se quiser provar, eis a receita: 1/2 quilo de farinha de trigo; 1 colher de sopa de óleo; 6 ovos; 1 colher de sopa de fermento; água o bastante; sal. Põe-se a água para ferver, com sal, e vai-se juntando a farinha, aos poucos, até formar um mingau grosso. Depois de bem cozido, retirar do fogo e deixar esfriar. Juntar os ingredientes restantes e bater a massa, que deve ficar meio rala. Fritam-se os filhoses em óleo quente, colocado em colheradas e depois de fritos descansam em papel absorvente. À parte, faça um mel de erva-doce ou cravo-da-índia da seguinte forma: 1/2 quilo de açúcar, 2 copos de água e uma trouxinha de erva-doce, levar ao fogo e deixar que a água evapore se tornando um mel. Prove e aprove.

O carnaval vem acompanhado de muita fome, pois dançar o frevo requer muita sustância, para reativar as forças sugerimos: Sarapatel (miúdo de porco); Bacalhau; Chambaril (pirão do osso buco de boi); Mão de vaca (pirão das patas de boi); Guaiamunzada; entre diversos outros pratos que formam o menu do pernambucano.

Muitas bebidas surgiram como típicas do carnaval, como é o caso do Pau do Índio e o Axé, de produção caseira, vendidos nas ladeiras de Olinda. Mas o sabor tradicional de folia é o Bata-bate de maracujá, servidos em filtros de barro, à gosto do bebedor. Faça seu bate-bate: 1/2 garrafa de aguardente de boa qualidade; 1/3 da garrafa de suco de maracujá; 1 copo de mel (em ponto fraco); 1 colher de sopa de mel de abelha; bater e servir.



Direitos Reservados à Autora
Claudia M. de Assis Rocha Lima

 

Recife, 31 de março de 2010. 

Como citar este texto

Lima, Cláudia.M. de Assis Rocha. Carnaval de Pernambuco: comidas e bebidas. In: Pesquisa Escolar. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, 2010. Disponível em:https://pesquisaescolar.fundaj.gov.br/pt-br/artigo/carnaval-de-pernambuco-comidas-e-bebidas/. Acesso em: dia mês ano. (Ex.: 6 ago. 2020.)