Imagem card

Frevioca

A Frevioca, uma espécie de trio elétrico do Carnaval do Recife, foi criada em 1979, estreando pelas ruas do centro da cidade no carnaval de 1980.

Frevioca

Artigo disponível em: ENG ESP

Última atualização: 07/01/2022

Por: Maria do Carmo Gomes de Andrade - Bibliotecária da Fundação Joaquim Nabuco - Especialista em Biblioteconomia

A Frevioca, uma espécie de trio elétrico do Carnaval do Recife, foi criada em 1979, estreando pelas ruas do centro da cidade no carnaval de 1980.

Seu idealizador, o jornalista e escritor Leonardo Dantas Silva, então recém-nomeado como o primeiro presidente da Fundação de Cultura Cidade do Recife, tinha por objetivo reviver os velhos carnavais de rua do Recife, proporcionando a presença de uma orquestra para animar os desfiles das agremiações, já que poucas dispunham de condições financeiras para isso.

A primeira Frevioca era um antigo caminhão decorado, com amplificadores de som e uma orquestra composta por 32 músicos, sob a regência do maestro Ademir Araújo e o cantor Claudionor Germano. Depois, passou a ser conduzida por uma carroceria de ônibus e posteriormente por uma de bonde, marca registrada como um importante meio de transporte na paisagem do Recife antigo.

Constituindo-se logo num grande sucesso, a Frevioca foi objeto de um editorial do jornal Diario de Pernambuco, na edição de 13 de fevereiro de 1985, abaixo transcrito:

Uma idéia feliz é essa que se está implantando em veículo de tração motora transformado em bonde, com orquestra e cantores, na tentativa de, percorrendo as ruas da cidade, durante o período momesco, animar o carnaval recifense. O velho Recife de Santo Antônio e de São José começou a ferver nesta semana pré-carnavalesca com a “Frevioca”, uma versão bem pernambucana dos trios elétricos, com vantagens outras que aos poucos há de pegar. Não há de ter exigido investimentos maiores, pois tudo se exibe com simplicidade, mas dentro das melhores tradições do carnaval pernambucano. A “Frevioca” promove assim um reencontro com temas recifenses: o bonde, a orquestra, o solista, o frevo, em fim, arrastando multidões, sob o ritmo contagiante da música genuinamente pernambucana. Pelas previsões, haveremos de ter um dos mais animados carnavais dos últimos anos, apesar das tremendas dificuldades. Mas é como diz o poeta: ninguém é de ferro.

No início, circulava apenas no centro da cidade. Posteriormente, mais bem equipada passou a circular em todos os locais onde era solicitada, levando o frevo e a animação para diversos bairros do Recife.

Participando do desfile de inúmeros blocos do carnaval recifense, inclusive O Galo da Madrugada, além de outros eventos como o Corso de Carros Antigos, a Frevioca tornou-se conhecida em todo o Brasil e o seu sucesso possibilitou a criação da Frevioca II, em 1984.

Em 2007, por ocasião das comemorações do Centenário do Frevo, as Freviocas I e II receberam novos equipamentos, como geradores, reguladores estabilizadores sem fio, microfones para os instrumentos de sopro, fones de ouvido, possibilitando melhor qualidade de som e melhor desempenho para os músicos, hoje em número de 17, entre sopro e percussão.

Circulando bem próxima das pessoas, o que não acontece com o trio elétrico, está sempre cercada de foliões, tocando frevo-canção, frevo de bloco ou frevo de rua para animar a multidão.

Além do período carnavalesco, a Frevioca também está recebendo convites para outros eventos culturais. Em 2009, participou do Dia do Poeta Recifense, comemorado no dia 16 de agosto, circulando pelas ruas, mercados e pátios do Recife, divulgando a obra de cinquenta poetas populares, que em cada parada subiam no bonde para declamar seus poemas. Chamada de Um Bonde Chamado Poesia, percorreu os mercados de Casa Amarela, Afogados, Boa Vista, de São José, o Pátio do Carmo e a Praça da Independência.
 

 

Recife, 1º de dezembro de 2009.

Fontes consultadas

FREVIOCA. Diario de Pernambuco, Recife, 13 fev. 1985. Editorial. Caderno A, p. 6.

FREVIOCA. Disponível em: <http://www.recife.pe.gov.br/2007/06/21/mat_42418.php>. Acesso em: 30 out. 2009.

FREVIOCA comemora jubileu de prata. Disponível em: <http://noticias.recife.pe.gov.br/index.php?GrupoCodigo=15&UltAnt=20010&DatAnt=03/02/2006&GrupoCodigoMateria=15>. Acesso em: 28 out. 2009.

FREVIOCA. Disponível em:<http://thepassiranews.blogspot.com/2009/02/dilma-traumatizou-o-locutor-da-frevioca.html>. Acesso em: 28 out. 2009.

FREVIOCAS turbinadas. Disponível em: <http://www.recife.pe.gov.br/modelo.php?Tipo=D&id=225>. Acesso em: 3 nov. 2009.

SILVA, Leonardo Dantas. O carnaval da Frevioca. In:______. Carnaval do Recife. Prefeitura, Fundação de Cultura Cidade do recife, 2000.p. 295-300.

Como citar este texto

ANDRADE, Maria do Carmo. Frevioca. In: Pesquisa Escolar. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, 2009. Disponível em:https://pesquisaescolar.fundaj.gov.br/pt-br/artigo/frevioca/. Acesso em: dia mês ano. (Ex.: 6 ago. 2021.)