Imagem card

Buscada de São Gonçalo do Amarante

O culto a São Gonçalo do Amarante é celebrado há mais de cem anos, sempre no segundo domingo do mês de janeiro, no distrito de Itapissuma, localizado no município histórico de Igarassu, Pernambuco. Esta cerimônia teve origem a partir do surgimento da imagem de São Gonçalo do Amarante.

 

Buscada de São Gonçalo do Amarante

Artigo disponível em: ENG ESP

Última atualização: 06/06/2022

Por: Regina Coeli Vieira Machado - Servidora da Fundação Joaquim Nabuco - Doutora em Informação e Documentação

O culto a São Gonçalo do Amarante é celebrado há mais de cem anos, sempre no segundo domingo do mês de janeiro, no distrito de Itapissuma, localizado no município histórico de Igarassu, Pernambuco.

Esta cerimônia teve origem a partir do surgimento da imagem de São Gonçalo do Amarante, nas proximidades da praia.

Foi recolhida diversas vezes pelos pescadores da vila, e levada para uma capela mais próxima do lugar. Segundo a tradição do povo daquela região, duas a três vezes a imagem fora encontrada de volta ao local diante do mar.

A partir daí, os devotos reuniram-se e ergueram naquela localidade uma igreja sob sua invocação.

Os pesquisadores relatam que São Gonçalo do Amarante, viveu e morreu durante o século XII d.C. em Douro, Portugal. Ele era um homem comum, trabalhador, construiu a Igreja de Nossa Senhora, em cima de um rochedo, e diversas pontes sobre rios. Em toda sua vida dedicou-se a fazer o bem e transmitir o amor a Deus e a paz espiritual ao homem.

Nas suas peregrinações, levava consigo uma viola de cordas, invocava o povo através de suas melodias, tocadas nas rodas de danças formadas ao ar livre, por moças e rapazes.

Além das mensagens de fé e carinho que transmitia, ele foi exemplo de dignidade e santificação. Existem muitas lendas a respeito do santo protetor das mulheres e dos casais apaixonados.

Contam que ele transmite tranqüilidade e alegria a todos. Protege sempre os que amam. Ajuda as pessoas a encontrar a pessoa certa para amar e ser feliz por toda a vida.

Para alguns, São Gonçalo possui poderes sobrenaturais contra o mal e contra as adiversidades.

Tanto no Brasil como em Portugal as procissões em louvor à São Gonçalo são acompanhadas por rapazes e moças que desejam casar, carregando velas acesas, durante todo o percurso. Se a vela não apagar até o final da procissão, é certeza casar-se no mesmo ano.

A Buscada de São Gonçalo ou a Festa da Felicidade é uma das mais belas e brilhantes festas religiosas e folclóricas do município de Igarassu. Acontece em duas etapas: a Levada e a Buscada, e dura uma semana.

A Levada consiste na condução da imagem do Santo Padroeiro, da vila de Itapissuma, para a Igreja de Nossa Senhora das Dores até a vila de Nova Cruz em Igarassu, seguida por uma grande procissão por terra, com fogos de artifícios, flores, hinos sacros e muita animação.

Durante toda a semana em que a imagem permanece no local, acontecem batismos, casamentos,crismas e novenas.

No domingo seguinte, tem início a Buscada da imagem de São Gonçalo, que é realizada, por um grande cortejo marítimo, acompanhado por milhares de pessoas, entre pescadores, devotos,romeiros, populares da própria comunidade e turistas vindos de toda parte do Norte e Nordeste do Brasil. Muitas embarcações, jangadas, barcos pesqueiros e lanchas, todos enfeitados com flores, bandeirolas coloridas, bandas musicais exaltando músicas sacras e charangas,acompanham todo o trajeto da buscada. Enquanto que à beira mar, outra multidão acompanha o desfile colorido cantando, em coro, o hino à São Gonçalo.

Após ser instalada a imagem do padroeiro na Igreja de origem, a população dá início às apresentações de danças e folguedos populares, que fazem parte do folclore nordestino, iniciando com a apresentação de grupos de ciranda, violeiros, banda de pífano. A principal atração é a Dança de São Gonçalo, ou Roda, que é uma dança que conserva uma forte influência do folclore português. O espetáculo coreográfico é exibido diante do altar, em forma de um semicírculo, composto por moças e rapazes, vestidos com roupas típicas portuguesas.

Esta grande homenagem ao Santo padroeiro de Itapissuma, que além de ser protetor das mulheres, foi eleito pelos pescadores de Itapissuma, como protetor dos pescadores, é um ato de fé cristã, que no embalo da Levada e da Buscada, retrata a crença popular, a solidariedade, e a humildade do povo nordestino, em busca da paz entre os homens e da fé em Deus.


Recife, 17 de julho de 2003.
 

Fontes consultadas

BUSCADA: uma festa em Itapissuma. Diário de Pernambuco, Recife, 13 jan. 1975. Reportagem.

BUSCADA de São Gonçalo do Amarante. Foto nesse texto. Disponível em: <http://www2.uol.com.br/JC/_2001/0801/cd0801_7.htm>. Acesso em: 9 ago. 2016.

CARVALHO, Sócrates Times de. Traço de giz. Recife: Fundarpe, 1985.

 

Como citar este texto

MACHADO, Regina Coeli Vieira. Buscada de São Gonçalo do Amarante. In: PESQUISA Escolar. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, 2003. Disponível em: https://pesquisaescolar.fundaj.gov.br/pt-br/artigo/buscada-de-sao-goncalo-do-amarante/. Acesso em: dia mês ano. (Ex.: 6 ago. 2020.)