Imagem card

Forte de São Francisco (Olinda, PE)

O Forte de São Francisco, situado na praia do Convento dos Franciscanos. Atualmente, encontra-se próximo da estação de rádio do Largo do Carmo, no quintal de um prédio particular que foi cedido pelo município de Olinda.

Forte de São Francisco (Olinda, PE)

Artigo disponível em: ENG

Última atualização: 29/12/2021

Por: Semira Adler Vainsencher - Pesquisadora da Fundação Joaquim Nabuco - Mestre em Psicologia

No período do Brasil-colônia, a maior parte dos fortes era construída em alvenaria de pedra. Um dos exemplos é o Forte de São Francisco, situado na praia do Convento dos Franciscanos. Atualmente, encontra-se próximo da estação de rádio do Largo do Carmo, no quintal de um prédio particular que foi cedido pelo município de Olinda.

O Forte de São Francisco, uma obra do mestre-pedreiro e construtor Cristóvão Álvares, foi erguido em 1630 para a defesa da Vila de Olinda. De forma quadrangular, o monumento apresenta uma arquitetura simples e rústica, com pequenas molduras, possuindo apenas duas pequenas casas de armas e alguns canhões.

Vale salientar que, naquele local, antes da construção do Forte de São Francisco, existia uma pequena e rudimentar fortificação portuguesa, que foi edificada por ordem de Matias de Albuquerque, com o objetivo de defender a sua capitania.

Diferentemente das demais fortalezas, o Forte de São Francisco não possui um poço de água potável, tampouco torres de espionagem (ou guaritas), quartel para a guarnição ou capela. É um reduto de quatro faces, com uma larga rampa, e com as suas quatro peças de artilharia enterradas no chão.

Como estava bastante arruinado, o forte passou por uma reconstrução no ano de 1781. No Arquivo Militar do Rio de Janeiro há uma planta, com o seu perfil, assinada por Antônio Bernardino Pereira do Lago.

No governo de Caetano Pinto de Mendonça Montenegro, no começo do século XIX, o forte foi reconstruído em alvenaria. Por esse motivo, tornou-se conhecido, além de Forte de São Francisco, como Forte do Montenegro. Mais recentemente, a fortificação passou a ser chamada de Forte do Queijo.

Desde 29 de maio de 1984, cabe registrar, o Forte de São Francisco foi inscrito como Monumento Nacional, no livro Histórico nº 494.

 

 

 

Recife, 22 de março de 2004.
 

Fontes consultadas

BARBOSA, Antônio. Relíquias de Pernambuco – Guia aos monumentos históricos de Olinda e Recife. São Paulo: Editora Fundo Educativo Brasileiro, 1983.

Como citar este texto

VAINSENCHER, Semira Adler. Forte de São Francisco (Olinda, PE). In: Pesquisa Escolar. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, 2004. Disponível em:https://pesquisaescolar.fundaj.gov.br/pt-br/artigo/forte-de-sao-francisco/. Acesso em: dia mês ano. (Ex.: 6 ago. 2020.)