Imagem card

Luís da Câmara Cascudo

Data Nasc.:
30/12/1898
Data de falecimento.:
30/07/1986
Ocupação:
Escritor, Folclorista.
Formação:
Direito

Luís da Câmara Cascudo

Última atualização: 23/03/2021

Por: Lúcia Gaspar - Bibliotecária da Fundação Joaquim Nabuco

Escritor e folclorista, nasceu em Natal, Rio Grande do Norte, em 30 de dezembro 1898 e faleceu na mesma cidade, em 30 de julho de 1986. É um dos mais importantes pesquisadores das raízes étnicas do Brasil.

Aos seis anos já sabia ler. Estudou Latim durante três anos com o mestre João Tibúrcio. Em 1922, aprendeu a ler inglês, para acompanhar os viajantes pela África e Ásia. É dele a tradução comentada do livro Travels in Brazil, de Henry Koster, viajante inglês, obra das mais valiosas para o conhecimento e interpretação do Brasil, no início do século XIX.

Na sua juventude morou na chácara Vila Cascudo, no bairro Tirol, onde havia reuniões literárias.

Estudou no Atheneu Norte Riograndense e cursou Medicina nas Faculdades de Medicina da Bahia, em Salvador, e do Rio de Janeiro, até o 4º ano.

Em 1928, formou-se pela Faculdade de Direito do Recife e concluiu também, no mesmo ano, o curso de Etnografia, na Faculdade de Filosofia, do Rio Grande do Norte.

Foi pai de dois filhos: Fernando Luís e Anna Maria, frutos do casamento com Dhália Freire, realizado em 21 de abril de 1929.

Sua trajetória profissional teve início como jornalista do periódico A Imprensa, de propriedade de seu pai, o coronel Francisco Cascudo. N’A Imprensa, em 18 de outubro de 1918, publicou sua primeira crônica, O Tempo e Eu, na coluna intitulada Bric-a-Brac. Foi colaborador de vários jornais de Natal e de algumas cidades do País. Manteve, inclusive, seções diárias nos periódicos A República e Diário de Natal, no período de 1939 a 1952 e de 1959 a 1960.

Em 1920, na antologia poética de Lourival Açucena, Versos Reunidos, escreveu a introdução e as notas.

Publicou seu primeiro livro aos vinte e três anos de idade, Alma Patrícia(1921), um estudo crítico e biobibliográfico de 18 escritores e poetas norte-rio-grandenses ou radicados no Estado.

Foi professor de Direito Internacional Público, na Faculdade de Direito do Recife e de Etnologia Geral, na Faculdade de Filosofia, em Natal.

Escreveu sobre os mais variados assuntos. Sua especialização foi na etnografia e no folclore, mas sua predileção era pelas áreas de história, geografia e biografia, especialmente do Rio Grande do Norte.

É considerado o Papa do folclore brasileiro. Publicou, entre outros, as seguintes obras:

. Alma patrícia (1921); Joio: página de literatura e crítica (1924); Conde D´Eu (1933); Vaqueiros e cantadores: folclore poético do sertão de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará (1939); Antologia do folclore brasileiro (1943); Geografia dos mitos brasileiros (1947); Os holandeses no Rio Grande do Norte (1949); Meleágro: depoimento e pesquisa sobre a magia branca no Brasil (1951); Dicionário do folclore brasileiro (1954); História do Rio Grande do Norte (1955); Geografia do Brasil holandês (1956); Jangadas: uma pesquisa etnográfica (1957); Rede de dormir (1959); A cozinha africana no Brasil (1964); Made in Africa: pesquisa e notas (1965); História da República no Rio Grande do Norte (1965); Prelúdio da cachaça (1968); História da alimentação no Brasil (1967-1968); Ensaios de etnografia brasileira (1971);Sociologia da açúcar: pesquisa e dedução (1971); A vaquejada nordestina e suas origens (1974); Antologia da alimentação no Brasil (1977).

 Recife, 18 de julho de 2003.
(Texto atualizado em 27 de fevereiro de 2009).

Fontes consultadas

COSTA, Américo de Oliveira. Viagem ao universo e Câmara Cascudo. Natal: Fundação José Augusto, 1969.

MAMEDE, Zila. Luís da Câmara Cascudo: 50 anos de vida intelectual, 1918-1968: bibliografia anotada. Natal: Fundação José Augusto, 1970. v.1, pt. 1

MEMORIAL Câmara Cascudo. Natal, [198_]. Folder.

SOUTO MAIOR, Mário. Dicionário de folcloristas brasileiros. Recife: 10-10 Comunicação e Editora, 1999. p.116-117.

Como citar este texto

Lúcia. Luís da Câmara Cascudo. In: Pesquisa Escolar. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, 2003. Disponível em: https://pesquisaescolar.fundaj.gov.br/pt-br/artigo/luis-da-camara-cascudo/. Acesso em: dia mês ano. (Ex: 6 ago. 2020.)